Cidadão Amarelo

Engolido pela cidade, cada partícula de pó a me ultrapassar como se eu fosse um spectro no meio de tantos outros ali.
E a me velar o grande Deus amarelo em seu prédio, crescia a cada passo meu. Até que deixei a cabeça ir pro céu e lhe observar como um servo.
Ele destrancou a mão do concreto e sua tinta o seguiu como sombra sua mão me protegia num passe.

Anúncios

Sobre Isaac de Moraes

Procurando por algo, continua incessante Sem saber o que seja, continua incompreendido Mesmo decidido segue errante
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Cidadão Amarelo

  1. Fradique. ~ disse:

    Que medo senti dele, agora! – Thatá esbraveja, baixinho.
    – C..Acalme-se, minha dama. Esse Isaac, ainda se verá comigo!

    [ UHAUSHAUHSUAHS ♥ ]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s