Fora UNANIMIDADE e CENTRALIZAÇÃO

O que é de um ser de todos
E que todos sejam vencedores ou perdedores
Que impere o povo, a cultura e as cores
Que haja compreensão e que viva o irreal
Que o lucro venha da arte e do novo

Dividiríamos o mundo com um Trópico de Capricórnio, e deste mundo viveríamos jovens até envelhecermos e sermos lembrados pelos nossos filhos, para sempre!

“Um poeta desfolha a bandeira
E a manhã tropical se inicia
Resplendente, cadente, fagueira
Num calor girassol com alegria
Na geléia geral brasileira

Que o jornal do Brasil anuncia”

mutantes

Anúncios

Sobre Isaac de Moraes

Procurando por algo, continua incessante Sem saber o que seja, continua incompreendido Mesmo decidido segue errante
Esse post foi publicado em Casualoidades, Poesiar, Poulitikár. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s